domingo, 19 de fevereiro de 2017

CARNAPAUXIS 2017 E A CONTROVERSA ECONOMIA

É surpreendente vermos o Povo querendo fazer a Festa do Carnapauxis. Olha o dia do Pré Carnaval do Bloco das Virgens 2017.




Em 2017, vivemos um Carnapauxis às avessas pois diante da mudança na administração pública municipal foi decidido por um grupo reduzido de pessoas que não haveria o Pré Carnaval, mas também pudera, foi colocado o argumento propositivo de que o obidense deveria escolher entre o Carnaval e o pagamento de salários. Ora, achamos desproporcional a imposição, afinal de contas, tivemos a chegada de recursos suficientes para fazer o pagamento de todos os salários, inclusive com sobras devido à repatriação de recursos via Governo Federal.
Bem, no que se refere ao assunto temos algumas ponderações a fazer. 1- nem todos os funcionários públicos já receberam seus proventos até o momento, então caiu por terra o discurso do ou isto ou aquilo. 2- os recursos recebidos até dia 15 de janeiro 2017 fazem referência ao exercício 2016 que juntos com o recurso da repatriação que entrou dia 30 de dezembro de 2016, é suficiente para quitar todos os salários e ainda haverá sobras de dinheiro. 3- valeram-se do poder democrático para decidir sobre a realização ou não do pré carnaval, com um algumas pessoas presentes, mas não ouviram os principais interessados no evento: além do povo que não é funcionário, os vendedores ambulantes, comerciantes, que pagam impostos e tem direito às rendas do Pré Carnaval, não fizeram um estudo do impacto da Perda Cultural do município acerca do evento, não consideraram todo o volume de empregos diretos e indiretos que surgem durante o período.
Recentemente, foi feita a divulgação da conta do Carnapauxis 2017, em que exaltam e comemoram uma possível economia nas despesas, porém, nós do Grupo não conseguimos encontrar tanto motivo para comemorações.
Vamos fazer uma analogia dos fatos: consideremos que uma família coma todos os dias do mês feijão, arroz, bife e farinha. Que a despesa sobre essa alimentação seja de R$ 400,00 por mês; aí querendo economizar a família deixe de comer arroz e bife; com isso a despesa mensal passa para R$ 200,00 por mês.
Dá para comemorar? Claro que não. Pois nossa ideia de economia tem haver, no mínimo, com a manutenção ou melhoria na alimentação da família,  que consiga gastar menos dinheiro mas mantenha o mesmo padrão na alimentação, isso sim seria economizar.
Agora, dizer que o Carnapauxis vai ter economia sem ter mantido ou melhorado o Pré Carnaval, sem manter o que já havia nos anos anteriores, é no mínimo descuido com o assunto.
Diante do exposto, entendemos realmente que este ano devemos dar crédito à atual administração pública por estar no início do mandato, mesmo que em outros anos as administrações tenham tido também curto espaço de tempo quando assumiram e fizeram ótimos Pré Carnavais.
Porém, não podemos deixar de considerar que a economia que se dá atualmente é em criatividade, garra, audácia e interesse coletivo. Esperamos sinceramente, que seja só agora em 2017 que tenhamos o Carnapauxis nesse formato. Entendemos que economizar é necessário, mas não podemos e nem devemos reforçar a alcunha de que Óbidos, é a cidade do já teve...

Por Grupo Amamos Óbidos

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Leia as regras:
Todos os comentários são lidos e moderados previamente.
São publicados aqueles que respeitam as regras abaixo.

- Seu comentário precisa ter relação com o assunto do post;
- Em hipótese alguma faça propaganda de outros blogs ou sites;
- Não inclua links desnecessários no conteúdo do seu comentário;
- Se quiser deixar sua URL, comente usando a opção Open ID;

OBS: comentários dos leitores não refletem as opiniões do blog.

Imprimir e Salvar